domingo, fevereiro 19, 2012

'Sweeney Todd' - 2007

Resolvi escrever alguma coisa sobre os filmes que tenho visto (porque escrever os que ja ganharam Oscar de melhor filme não é o suficiente).
 'Sweeney Todd' vi no começo de janeiro, eu estava ha séculos pra ver mas ficava enrolando ou simplesmente esquecia, então numa noite sem ter o que fazer ele foi meu companheiro pelas quase 2 horas de duração.
Não se assuste se logo nos primeiros minutos do filme você achar que não vai dar em nada, que mesmo com a super produção a estória é tem partes meio enfadonhas, devo admitir que quando achei que seria um musical pensei duas vezes antes de continuar assistindo; não que eu não goste de musicais mas eu não estava muito no clima e esperava que 'Sweeney Tood' seria um filme meio suspense ou com um minimo de morte ja que foi mais ou menos isso que li em algumas matérias. 



Como eu disse no começo é bem um musical mas logo o ritmo dos dialogos vão se normalizando... o contraste entre a 'visão' de uma bela Londres de Anthony Hope (marinheiro) e Sweeney Todd que só tem olhos pro lado sombrio da cidade é bem claro. 
Depois de se sentir 'em casa', Todd entra num restaurante à procura de comida e também informações sobre sua familia (mas não revela quem verdadeiramente ele é) e assim conhece a imunda dona do lugar, senhora Lovett. Todd pergunta sobre o quarto vazio e assim acaba se inteirando do que aconteceu enquanto ele estava em exilio na Australia. Após saber das barbaries vividas por sua mulher ele revela ser o antigo morador do tal quarto e ela não tendo o que perder o aceita como inquilino.



Nesse meio tempo também é mostrada a estória chata da filha dele, ja crescida, e presa na casa do juiz mau bonitão. O marinheiro Anthony se apaixona por ela depois de ve-la cantando na janela blá blá blá, essa parte é chata. rsrsrs
Eis que agora sim começa a loucura de Sweeney Todd e com isso, depois de um bom tempo, começou meu interesse maior pelo filme. O barbeiro cortava a garganta de quem o ameaçava ou reconhecia, o que para senhora Lovett é um prato cheio e ela passa a usar a carne das vitimas como recheio de suas tortas e assados. Logo o comercio de ambos vai pra frente ou seja = muita gente morreu e teve a carne comida.


A estória entre Anthony e Johanna se encaixa com a de Todd, Lovett e do juiz... mas isso quem tiver interesse vai ter que ver no filme.

No final das contas vale a pena, chega uma hora que se tanto prestar atenção pra entender acabei pegando gosto. Devo confessar que esse não é dos meus filmes favoritos e sei que outras pessoas também não gostaram, não só o estilo mas a forma como ele foi vendido acabaram me frustrando, eu esperava mais  (como eu disse uma forma sanguinolenta, o que tem mas não tanto quanto eu imaginei, pensei que veria babáries mas foi um filme fraco no quisito 'gore'). 



 Sweeney se vingando do juiz Turpin 



O filme ganhou Oscar de 'Melhor Direção de Arte' e teve também indicações para 'Melhor Figurino' e Johnny Depp como 'Melhor Ator'

Uma lição que esqueci mas esse filme me refrescou a memória: não levar propagandas ao pé da letra e não esperar demais das coisas. Disseram que seria um filme desgraça com mortes e sangue por todo lado, era isso que eu queria.... não foi isso que tive.
Mesmo com minha frustração idiota o filme é muito bom, vale a pena mas repito: tenha paciencia (você vai precisar).



2 comentários:

Casa da Rê etc e tal... disse...

Nossa, eu já vi esse filme há um tempão, logo assim que saiu e até comprei o DVD, é meio macabro, mas como adoro a Helena Bohan Carter e o Johnny Depp acho o filme demais, o resto do elenco também é muito bom, no final a gente até se diverte srsrs
Renata

Anônimo disse...

Achei violento e chato

Bjs
sonhosdeumanoite.blogspot.com