sexta-feira, março 30, 2012

'Índia' no CCBB p.2

A exposição “ÍNDIA!” reúne arte antiga, popular e contemporânea, em diversos suportes, constituindo a maior exposição de cultura indiana já realizada em nosso país. O conjunto é abrangente também no aspecto temporal, uma vez que estão presentes peças com mais de dois mil anos e outras realizadas especialmente para a exposição. Oferece uma visão caleidoscópica da riqueza e a diversidade cultural desse fascinante país.

 flash faz uma diferença....






 os detalhes dos bonecos são incriveis!!!
e esses são apenas alguns exemplos, certamente no país deles existem também animais e até plantas pra serem usados em cena.
queria ter um teatrinho desses....



 aqui uma outra forma de mostrar cenas do cotidiano...
essa 'estrutura' tem mais ou menos 1metro, imagino que além de presente pra criança também seja usada como decoração... é linda!


 lembra da figura na 'parte 1' dos posts sobre essa exposição?
então, o estoria é contada assim, com as tais figuras sendo manipuladas atras de uma tela e com a ajuda de luzes. O efeito é super bacana.





quinta-feira, março 29, 2012

'Índia' no CCBB

Centro Cultural Banco do Brasil mais uma vez presenteando a galera aqui em SP com uma exposição incrivel, dessa vez sobre a Índia...
Estive lá semana passada e devo dizer que fiquei encantada com o que vi. Ja não é de hoje que gosto muito da cultura indiana....
3 andares do lugar te levam pra outro canto do mundo, outro tempo...



 esse quadro tem metros e metros de tamanho, mostra cenas de lutas... descobri que na India é comum contrar hi/estórias atravez de desenhos como esses
 como era muito detalhe pra mostrar decidi apenas selecionar alguns felinos...





 Isso é feito de couro finíssimo pintado e usado pra contar es/histórias em teatro



 detalhes incriveis!

logo mais tem mais!

sábado, março 24, 2012

"The Walrus and The Carpenter"



"The Walrus and The Carpenter" 
by Lewis Carroll

'The sun was shining on the sea,
      Shining with all his might:
He did his very best to make
      The billows smooth and bright —
And this was odd, because it was
      The middle of the night.

The moon was shining sulkily,
      Because she thought the sun
Had got no business to be there
      After the day was done —
"It's very rude of him," she said,
      "To come and spoil the fun."

The sea was wet as wet could be,
      The sands were dry as dry.
You could not see a cloud, because
      No cloud was in the sky:
No birds were flying overhead —
      There were no birds to fly.

The Walrus and the Carpenter
      Were walking close at hand;
They wept like anything to see
      Such quantities of sand:
If this were only cleared away,'
      They said, it would be grand!'

If seven maids with seven mops
      Swept it for half a year,
Do you suppose,' the Walrus said,
      That they could get it clear?'
I doubt it,' said the Carpenter,
      And shed a bitter tear.

O Oysters, come and walk with us!'
      The Walrus did beseech.
A pleasant walk, a pleasant talk,
      Along the briny beach:
We cannot do with more than four,
      To give a hand to each.'

The eldest Oyster looked at him,
      But never a word he said:
The eldest Oyster winked his eye,
      And shook his heavy head —
Meaning to say he did not choose
      To leave the oyster-bed.

But four young Oysters hurried up,
      All eager for the treat:
Their coats were brushed, their faces washed,
      Their shoes were clean and neat —
And this was odd, because, you know,
      They hadn't any feet.

Four other Oysters followed them,
      And yet another four;
And thick and fast they came at last,
      And more, and more, and more —
All hopping through the frothy waves,
      And scrambling to the shore.

The Walrus and the Carpenter
      Walked on a mile or so,
And then they rested on a rock
      Conveniently low:
And all the little Oysters stood
      And waited in a row.

The time has come,' the Walrus said,
      To talk of many things:
Of shoes — and ships — and sealing-wax —
      Of cabbages — and kings —
And why the sea is boiling hot —
      And whether pigs have wings.'

But wait a bit,' the Oysters cried,
      Before we have our chat;
For some of us are out of breath,
      And all of us are fat!'
No hurry!' said the Carpenter.
      They thanked him much for that.

A loaf of bread,' the Walrus said,
      Is what we chiefly need:
Pepper and vinegar besides
      Are very good indeed —
Now if you're ready, Oysters dear,
      We can begin to feed.'

But not on us!' the Oysters cried,
      Turning a little blue.
After such kindness, that would be
      A dismal thing to do!'
The night is fine,' the Walrus said.
      Do you admire the view?

It was so kind of you to come!
      And you are very nice!'
The Carpenter said nothing but
      Cut us another slice:
I wish you were not quite so deaf —
      I've had to ask you twice!'

It seems a shame,' the Walrus said,
      To play them such a trick,
After we've brought them out so far,
      And made them trot so quick!'
The Carpenter said nothing but
      The butter's spread too thick!'

I weep for you,' the Walrus said:
      I deeply sympathize.'
With sobs and tears he sorted out
      Those of the largest size,
Holding his pocket-handkerchief
      Before his streaming eyes.

O Oysters,' said the Carpenter,
      You've had a pleasant run!
Shall we be trotting home again?'
      But answer came there none —
And this was scarcely odd, because
      They'd eaten every one.'


sábado, março 17, 2012

Tunnel

 Fazia um bom tempo que eu não ia lá... André e Tiago toparam ir também e nos divertimos por algumas horas na Tunnel dia desses.
Não sei porque saí de lá cansada, estranho porque ja passei noites bem mais movimentadas e terminei de boa, André disse que também cansou mais esse dia. Mesmo assim deu prar chacoalhar o esqueleto e rir um pouco com a galera.



 enxaqueca chata não me deixa apreciar cerveja todo dia então quando estou bem aproveito pra matar a saudade.

o sei lá quem posando com a gente, 
bancou o palhaço então é isso que tu aqui é :P


sexta-feira, março 16, 2012

Winky e Tibi

Winky, o branquelinho, e Tibi, o tímido, sendo 'posados' pra foto.
Winky pelo menos é paciente, alias por isso ele aparece mais, Tibi não gosta muito, prefere ficar na dele.
e eu, que tiro fotos sempre possível.






terça-feira, março 13, 2012

Faz teeeempo....

Eu nem lembrava dessas fotos... mas aqui vai o restante das do Carnaval.

 Praça Benedito Calixto, SP 

 Bloco Urubó

 ja esse não lembro o nome, sorry
 Até mais, cats.

domingo, março 11, 2012

Dia desses lá no Athenas....

Tem um tempo Dayane me chamou pra ir no Athenas beber e bater papo, claro aceitei. Fomos ela, eu, Renaty, Bruno e depois chegaram Daniel e Anthony.
Na verdade o encontro era mais pra conhecer esses moços que estão viajando o mundo e estavam aqui em SP. Bacaninha os dois.

 esse suco é viciante!
devo ter bebido uns 5 naquele dia...

 lulas que Day pediu, tortura ja que eu não deveria comer por causa da tatuagem

bolinhos de queijo
estavam gostosos mas o queijo usado é estranho :/
ainda prefiro o bolinho de bacalhau! 


 com Renaty
e com Dayane

 poser com o drink da Day, só um golinho foi o suficiente pra mim, bebida doce não é minha praia


 poser com óculos da Dayane
e com os da Renaty

 Anthony, Renaty e Sam
Daniel, Dayane, Bruno, Anthony, Renaty e yo.